Parto Anormal - 'Parindo em Hospital'

A linguagem é meio chula, mas chorei de rir! por Lu Moretto

Arrumei uma tática maravilhosa para fazer marido entender que parto normal em hospital que não entende NADA de humanizado não é o melhor lugar para se ter um filho.

Ele não entendia porque eu fazia questão de um parto domiciliar até que eu resolvi chutar o balde ! rs...

Eu já tinha falado, tentado explicar ao menos o que sabia sobre episiotomia, períneo, ocitocina ...ele ficava com aquele olhar de: "Tá e ai, Tá e ai" mas no fundo eu sabia que ele não tava entendendo nada. Então resolvi falar a língua dos homens rs...

Começei explicando a episiotomia:
- Imagina que você está com dor, MUITA dor de barriga aquela coxada fenomenal, não dá nem pra andar direito você morrendo de vontade de ir no banheiro cagar, fazer força e cagar mesmo.
De repente chega um médico e fala pra você ficar quietinho, olha bravo pra você e pede pra você deitar na maca e você fala: Não ! Eu quero ficar agachado e o médico diz, paizinho ! Vê se obedeçe.
Ai você deita meio que sem nem saber como na tal maca.
Logo ao deitar você sente aquela puta coxada de novo e o médico aproveita esse momento ( que seria uma contração ) e enfia o dedão no teu cú para poder ver se você tá dilatando ou não. E olha não é um dedinho só não viu...
Ai ele olha pra sua cara e fala: Shiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii vai demorar.
Enfermeira dá mais laxante pra ele ( ocitocina )
Ai a enfermeira vem e te fura...mas você já está com dor mas ela quer que você sinta mais...e mais. Afinal a coisa tem que andar ué...

Aí você começa a se contorcer igual um frango que está sendo depenado. Aquilo dói 3 vezes mais do que você pode suportar.. E aí é obvio que você grita...chora, esperneia, pensa que vai morrer, pensa como é DURO estar ali, você queria sair correndo mas ninguém vai deixar e você começa a se arrepender amargamente de ter ido ao hospital só para poder cagar.
Passado algumas horas você já está sem força alguma, entregue, depenado quando o médico entra e enfia o dedão de novo...
Ao que ele olha para sua cara TODO feliz: Ok temos 10cm vamos lá vamos tirar essa bosta do seu cu...
E aí ele pede pra você fazer força, força força paizinho, tú não queria cagar ?
E vai você empurrar de um lado, empurra de outro...até devaneia pensando que poderia estar dormindo nessa hora de TÃO cansado que você já está...Só que para não te ver sofrer tanto o médico decide fazer uma episiotomia. A principio você está tão delibitado, estraçalhado que nem se importa mais...está na gota. Ai o médico vem com um bisturí e corta metade do seu pinto até o teu cu...e mais força, mais força...e a bosta sai...

Puxa que alívio...que bostinha linda. Finalmente depois de tanto sofrimento.

Ok, é hora de catar os caquinhos.
Você está igual um frangão assado numa maca e o medico ainda precisa te costurar porque o rasgão foi feio. Na certa antes de ir embora ele vai pedir pra você marcar uma consulta tão logo seja possivel para poder fazer uma plástica em tudo aquilo.
É cagar não é fácil não...
Sem a ajuda dele do grande médico você obviamente NÃO conseguiria cagar.
E ai você vai todo costurado para um quarto esperar sua bostinha chegar.
Recebe visitas, vem todo mundo olhar o lindo cocô que você foi capaz de parir.

E você está lá...deitado, sem força, dopado...com os peitos ardendo. Costurado.
Você foi violentado, não foi respeitado, foi mutilado. Mas ninguém quer saber disso, todo mundo só quer ver a bostinha que você conseguiu ter.

E você pensa: NUNCA MAIS VOU CAGAR NA VIDA...

Só que aí passado uns 3 anos você engravida de novo...e lembra de TUDO aquilo que passou.
Você vai querer cagar no hospital de novo, ou vai querer sentar no seu vaso em casa e fazer as coisas do SEU jeito ?

Gente, a cara de espanto foi tamanha ! rs...que finalmente acho que consegui convencê-lo de que PARIR é a mesma coisa de CAGAR é FISIOLÓGICO, NATURAL.

Essa história é QUASE verídica. Eu incrementei um pouco é claro...mas que pode valer para alguns maridos pode não pode ? rs....

Desculpem os termos chulos. Foi só para tentar ilustrar para um homem o que seria parir no hospital.
E olha que esse final foi ainda MAIS feliz, do que acabar em cesárea. Mas fica pra outro dia essa dica...

1 comentários:

Ingrid disse...

Pensei exatamente isso depois que pari minha filha... NUNCA MAIS VOU PARIR NA VIDA!!!

Ainda bem que as coisas mudam!

Back to Top