'Deu positivo, e agora?'

Para D. 


Tem uma coisa que já aconteceu com todas as mães 'não-planejadas': é a sensação do mundo ali se abrindo, na tua frente, diante daquele positivo. Seja no exame de sangue ou de farmácia, é assustador ver aquele resultado. O sentimento pode ser simplesmente descrito com a frase (perdão o francês) 'FODEU. E AGORA?'.

E agora? Eu tenho uma frase para esse tipo de situação: 'O tempo arruma o que eu não consigo arrumar. E vice-versa'. Uma gravidez é o típico 'problema' que o tempo resolve, que o tempo modifica.
Grávidas são intensas, vivem tudo intensamente. Se estão tristes,estão MUITO tristes; se estão deprimidas, estão muito. Se choram, quase formam um rio de lágrimas.

Se tenho uma dica? Chore, chore muito. Se desespere, se sinta mal. Por um, dois dias, uma semana se precisar. Vá atrás de amigas, pessoas para conversar, gente que esteja disposta a ouvir ao invés de te falar que você é boba ou que não é um problema grande. Encontre um grupo de gestantes, um GAPP, uma doula.

O primeiro trimestre costuma ser bastante complicado nesse aspecto, é o tempo de se descobrir grávida e encarar essa nova vida. Bem vinda.

1 comentários:

amyntaamoon disse...

Pois é, foi exatamente essa a minha experiência. Usa o maldito preservativo e no final das contas você cai nos 3% de chances da camisinhas "falhar".

Descobrí que estava grávida com 2 meses de gravidez, minha primeira eco foi na 11ª semana e eu ficava em choque em saber que seria mãe sem ter planejado.

Pra isso é muito importante o apoio da família. Os amigos que se fodam, quem importa mesmo é pai e mãe! Depois que contei pra eles e ví que tinha todo o apoio do mundo fiquei bem mais tranquila e segura para passar por essa nova experiência.

Back to Top